Free songs
Info: 912 254 063 | 223 238 289 E-mail: aptidaocompleta@outlook.pt

Higiene e Segurança no Trabalho

Conceitos Básicos

A Higiene e Segurança no Trabalho está relacionada com um conjunto de metodologias e de procedimentos, apoiados em requisitos legais e em normas nacionais ou internacionais, que visam o controlo dos fatores de risco passíveis de afetar a segurança dos trabalhadores (prevenção de acidentes de trabalho) e o controlo dos agentes químicos, físicos, biológicos e ergonómicos que possam dar origem a doenças profissionais.

È nesse sentido que a APTIDÃOCOMPLETA  prepara uma formação de qualidade de motorista executivo, com a garantia que essa será refletida na qualidade do serviço prestado pelos nossos formandos nos seus locais de trabalho.


Programa Formativo:

 

Enquadramento

A Higiene e Segurança no Trabalho está relacionada com um conjunto de metodologias e de procedimentos, apoiados em requisitos legais e em normas nacionais ou internacionais, que visam o controlo dos fatores de risco passíveis de afetar a segurança dos trabalhadores (prevenção de acidentes de trabalho) e o controlo dos agentes químicos, físicos, biológicos e ergonómicos que possam dar origem a doenças profissionais.

A qualidade das condições de trabalho é um dos fatores fundamentais para o sucesso de um sistema produtivo. Nesse âmbito, a melhoria da produtividade e da competitividade das empresas portuguesas passa, necessariamente, por uma intervenção no sentido da melhoria das condições de trabalho.

As micro, pequenas e médias empresas são o verdadeiro motor da economia portuguesa e representam cerca de 96,8 % do nosso universo empresarial. Neste grupo destacam-se as microempresas que são, segundo a Recomendação 2003/361/CE da Comissão, as empresas que empregam até 9 pessoas e cujo volume de negócios não excede os 2 milhões de euros (M€).

Este tipo de empresas, nas suas diversas formas de organização, representa cerca de 80% do tecido empresarial do nosso país. Pode dizer-se que as microempresas são a esmagadora maioria e, por isso mesmo, são também as microempresas as responsáveis pela esmagadora maioria dos acidentes de trabalho que, infelizmente, ocorrem todos os anos e representam pesados encargos humanos, sociais e económicos para todos nós.

Todos os anos morrem alguns milhares de pessoas na União Europeia, vítimas de acidentes de trabalho. O número de acidentes de trabalho que resulta em mais do que 3 dias de ausência do trabalho é superior a cerca de centena e meia de milhões de dias de trabalho perdidos e este problema coloca-se com particular incidência nas micro, pequenas e médias empresas.

Em Portugal o número de acidentes laborais e das doenças profissionais é muito elevado e superior à média europeia.

Para melhorar a situação nacional atual a Estratégia Nacional Para a Segurança e Saúde no Trabalho – 2008/2012 propõe, entre muitas outras medidas que “nas empresas em que a legislação permita que as atividades de segurança e saúde no trabalho sejam asseguradas pelo próprio empregador, ou por trabalhador por si designado — até 10 trabalhadores e cuja atividade não seja de risco elevado —, a identificação e avaliação dos riscos, o planeamento da prevenção e o programa de prevenção de riscos profissionais constituirão a matriz fundamental da abordagem relativa à melhoria das condições de segurança e saúde e deverão ser vertidos para documentos explícitos mas, simultaneamente, de abordagem simples e adaptada à realidade do sector de atividade e da própria empresa e que possibilitem o estabelecimento de medidas operativas que visem a integração plena da prevenção na atividade produtiva.

Considerando a dimensão que no nosso país têm os problemas da sinistralidade laboral o documento atrás citado, no âmbito do desenvolvimento da prevenção  de  riscos  profissionais  nas  empresas,  como  pressuposto  de  melhorias  efetivas  das  condições  de  trabalho  implica  os  empregadores  e trabalhadores e incentiva um reforço da formação de trabalhadores para o exercício de funções de trabalhador designado ou para a representação do empregador em assuntos de SHST.

Neste contexto a APTIDÃO COMPLETA, consciente de que também ela, como instituição de ensino e formação, tem responsabilidades no desenvolvimento de todas as estratégias que visem melhorar as condições de trabalho e desta forma melhorar a produtividade e a competitividade das micro, pequenas e médias empresas organizou e oferece a todas as pessoas interessadas e a todas as empresas e organismos associativos do sector comércio/serviços o presente curso, na certeza de que ele responderá a uma preocupação crescente dos trabalhadores e dos seus empregadores.

È nesse sentido que a APTIDÃO COMPLETA prepara uma formação de qualidade de motorista executivo, com a garantia que essa será refletida na qualidade do serviço prestado pelos nossos formandos nos seus locais de trabalho.

Objetivo Geral Base
  • Consideram-se como objetivos gerais deste curso de segurança e higiene do trabalho:
  • Alertar os participantes para a importância social e para as vantagens económicas da prevenção dos riscos profissionais nas suas organizações pela promoção da melhoria das condições de trabalho;
  • Proporcionar aos participantes conhecimentos sobre assuntos gerais e específicos de segurança, higiene do trabalho, que lhes permitam desenvolver competências para:
  • Empreender ações de sensibilização no campo da SHST;
  • Cooperar na conceção e adaptação dos postos e locais de trabalho;
  • Participar na escolha dos sistemas e dispositivos de proteção e de prevenção de riscos;
  • Participar na definição de procedimentos a cumprir nas tarefas que potenciem riscos, com a finalidade de eliminar ou reduzir os esses riscos profissionais, tendo em vista a diminuição dos acidentes de trabalho e de doenças profissionais;
  • Participar nas avaliações de riscos profissionais e na proposta das soluções adequadas.
Requesitos

Experiência profissional considerada relevante.

 

862- Segurança e Higiene no Trabalho

Formação Inicial de Qualificação

35 Horas Presenciais

Ativos empregados e/ou desempregados que trabalhem ou tenham perspetivas de via a trabalhar num futuro próximo em instituições de direito privado e/ou publico no domínio da ação social nomeadamente exercendo funções de auxiliares de ação direta, ajudantes de lar, animadores entre outros.

Conteúdos Programáticos:

  • Boas práticas para o meio (Legislação especifica);
  • Principais Problemas ambientais da atualidade
  • Gestão de Resíduos
  • Efluentes Líquidos
  • Emissões Gasosas
  • Estratégias de atuação : Reduzir, reutilizar, reciclar, recuperar e racionalizar
  

  • Sinalização de Segurança
  • Tipos de Riscos e seu Controlo
  • Gestão de Risco
  • Proteção coletiva e Proteção individual
  • Conceito de acidente de trabalho
  • O aparelho urinário
  • A fluidoterapia endovenosa
  • O sistema reprodutor
  • A gravidez, o parto e o puerpério
  • Preparação do doente para a observação médica
  • A oxigenoterapia e outras terapias respiratórias
  • Enemas, sondas e drenagens
  • A administração de fármacos
  • Regime jurídico das doenças profissionais
  • Conceito de contaminação e intoxicação
  • Contaminantes químicos, físicos e biológicos
  • Vigilância médica
  • Principais doenças profissionais
  • Regras básicas de higiene
  • Enquadramento legal dos serviços de segurança, higiene e saúde no trabalho

METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO: Considerando os trabalhos de grupo, classificações nos testes, exercícios práticos, assiduidade, pontualidade, motivação e participação, o formador irá avaliar os formandos e assinalar numa grelha de observação a avaliação correspondente a cada formando.

A avaliação Sumativa irá incidir sobre as provas teóricas e o exercício de simulação final.

METODOLOGIAS DE FORMAÇÃO: A APTIDÃO COMPLETA procura sempre adequar os métodos pedagógicos (métodos Expositivo, Interrogativo, Demonstrativo, Trabalhos individuais e/ou grupo, Exercícios práticos e simulações) aos conteúdos programáticos e às características dos formandos para se considerar a utilização das técnicas ao contexto real de trabalho, bem como os ritmos e estilos de aprendizagem de cada formando.

RECURSOS HUMANOS: 1 formador com experiencia na área, Coordenador pedagógico RECURSOS FINANCEIROS: Valor/ hora formador, reprodução de manuais, capas para formandos RECURSOS MATERIAIS: Projetor de vídeo, quadro branco, material para formação pratica.

RECURSOS PEDAGÓGICOS: Manual do formando, cópias dos exercícios práticos

LOCAL E RESPECTIVOS REQUISITO: Sala de formação com as seguintes características: Ampla, com luminosidade adequada (natural ou artificial), isolada de ruido, capacidade no mínimo para o número de formandos identificado para a ação em causa, equipada com mesas e cadeiras em bom estado e em número suficiente, quadro branco ou flip-chart e com condições para a ligação de equipamento elétrico de apoio à formação.

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO: Serão utilizados os métodos expositivo, demonstrativo e ativo, recorrendo à análise de casos práticos e a trabalhos individuais e/ou em grupo bem como exercício pratico de condução.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO: O sistema de avaliação dos módulos de formação tem por referência os objetivos e os conteúdos fixados nos planos de formação.

A avaliação é feita em cada módulo e é da responsabilidade do formador ou equipa. A aprovação dos formandos reflete igualmente o seguinte regime de faltas:

A participação dos formandos na formação é obrigatória, com uma percentagem mínima de 70% das sessões de cada módulo.

 


PERFIL DE SAÍDA: 

Emissão de Certificado em “Higiene e Segurança no Trabalho” emitido pela APTIDÃO COMPLETA  de acordo com a Portaria n.º 474/2010, de 8 de Julho.A presente formação é elegível como Formação Profissional Certificada, de acordo com a legislação laboral, Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro Código do Trabalho, artigo 131.º – Formação Contínua.No final do curso os formandos deverão ser capazes de reconhecer a importância da Segurança e Higiene no Trabalho e aplicar os conceitos adquiridos de forma a promover uma melhoria e maior consistência nas suas práticas profissionais.

Back to Top
Especializada em formação e consultadoria, a Aptidão Completa tem como proposta trabalhar com planeamento estratégico e soluções customizadas. Com sede em Paredes e actuação em todo o país, é destaque no mercado. Atende pessoas físicas e empresas de médio e grande porte do sector da Segurança Privada entre outros. Para a Aptidão Completa, todo o cliente é único. Para cada cliente e os seus desafios temos uma resposta sob medida, trabalhada de forma integrada, e que articula pessoas, estratégia, tecnologia e serviços numa acção sinérgica, coesa. Inteligência é a base da nossa actuação, presente em todas as etapas do processo do nosso trabalho. Actuando em diversas áreas, prestamos um atendimento diferenciado ao cliente e provê todos os elementos indispensáveis à sua satisfação.